Última hora

Última hora

Tremor de terra na China mata pelo menos 10 mil pessoas

Em leitura:

Tremor de terra na China mata pelo menos 10 mil pessoas

Tamanho do texto Aa Aa

A situação na China é mais grave do que o previsto. Quem o diz é o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, que já se encontra na região do sismo que terá provocado dez mil mortos, de acordo com o último balanço divulgado pela agência Xinhua. Na cidade de Dujiangyan, a 100 quilómetros do epicentro do tremor de terra, Wen Jiabao referiu que a situação é mais séria do que o estimado inicialmente e que são necessárias mais equipas de socorros.

O terramoto, que se registou às 14h28 locais, 07h28 em Lisboa, na província de Sichuan, no sudoeste do país, teve uma magnitude de 7,8 graus na escala de Richter e é um dos piores sismos na China nos últimos 30 anos.

De acordo com o mais recente balanço, o abalo telúrico fez 10 mil vítimas mortais. Um número que deverá aumentar nas próximas horas já que as autoridades estimam que só numa região da província de Sichuan cerca de 10 mil pessoas estão enterradas nos escombros.

A prontidão com que o primeiro-ministro foi enviado para o local, poucas horas depois do tremor de terra, mostra a seriedade com que o Partido Comunista, no centro das atenções da comunidade internacional devido aos Jogos Olímpicos de Pequim de Agosto, pretende responder ao desastre.