Última hora

Última hora

"ETA queria cometer um massacre", diz ministro espanhol do Interior

Em leitura:

"ETA queria cometer um massacre", diz ministro espanhol do Interior

Tamanho do texto Aa Aa

“Um verdadeiro massacre”. Era esta a intenção dos separatistas bascos, segundo o ministro do Interior espanhol.

Alfredo Perez Rubalcaba anunciou que a ETA foi longe demais desta vez, ao fazer explodir um carro armadilhado em frente das instalações da Guarda Civil de Legutiano, na província basca de Álava, onde estavam 29 pessoas, entre as quais 5 crianças.

A explosão que atingiu a esquadra matou um polícia e feriu mais quatro. A carrinha que foi deixada à porta da caserna da Guarda Civil por volta das 3 da manhã continha cerca de 100 quilos de explosivos.

O automóvel do comando que executou o ataque foi encontrado uma hora mais tarde, na localidade vizinha de Abadiño.

A ETA ainda não reinvindicou o atentado, mas os responsáveis pela investigação garantem que o ataque seguiu os mesmos padrões de um outro, na vila de Durango, em Agosto do ano passado, que apenas causou feridos.