Última hora

Última hora

Primeiro-ministro chinês visita zonas sinistradas

Em leitura:

Primeiro-ministro chinês visita zonas sinistradas

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro chinês visitou, esta terça-feira, Shifang, uma das cidades atingidas pelo sismo de 7.9 na escala de Richter. Wen Jiabao supervisionou os trabalhos das equipas de socorro e garantiu que tudo está a ser feito para reabrir algumas estradas e restabelecer a electricidade, o mais breve possível. Só um dia depois do sismo é que as primeiras equipas de socorro conseguiram chegar ao distrito de Wenchuan, a região montanhosa onde se localizou o epicentro.

Mais de 50 mil soldados participam nas operações de resgate que decorrem na província de Sichuan, onde mais de três milhões e meio de casas ficaram destruídas. As chuvas fortes estão a dificultar os trabalhos das equipas de socorro.

O número oficial de mortos ultrapassa já os 12 mil e promete continuar a aumentar, uma vez que há ainda dezenas de milhares de pessoas debaixo dos escombros.

A maioria das vítimas vivia na província de Sichuan. É que foi a norte de Chengdu, a capital provincial, que se localizou o epicentro do sismo.

A China já disse que toda a ajuda material ou em dinheiro é bem-vinda. A União Europeia já se mostrou disponível, bem como os Estados Unidos, que anunciaram um contributo inicial de 500 mil dólares para ajudar nas operações de socorro. Ofertas de ajuda chegaram ainda de outros países, inclusive de onde menos se esperaria, como é o caso de Taiwan.

Este foi o pior terramoto que atingiu a China desde 1976.