Última hora

Última hora

Merkel adverte Brasil contra impacto dos biocombustíveis na Amazónia

Em leitura:

Merkel adverte Brasil contra impacto dos biocombustíveis na Amazónia

Tamanho do texto Aa Aa

Angela Merkel instou o Brasil a reforçar as medidas de protecção ambiental na produção dos biocombustíveis. A chanceler alemã fez eco da preocupação de numerosos ecologistas que alegam que a produção de etanol em larga escala está a destruir a Amazónia.

Merkel afirmou que “os biocombustíveis podem ter um papel importante ña preservação do clima e na diversificação das fontes de energia se se conseguir provar que se trata de um cultivo sustentável”.

Lula da Silva afirmou que a Amazónia é uma responsabilidade brasileira e não escondeu a sua irritação: “Não somos nenhuns trogloditas para não perceber que a preservação da Amazónia não pode ser apenas interesse do Brasil”.

As advertências de Merkel chegam numa altura em que o presidente do Brasil enfrenta as duras críticas dos ecologistas. Na terça-feira, a ministra brasileira do ambiente demitiu-se devido às pressões dos grandes produtores agrícolas que a acusavam de prejudicar o desenvolvimento económico do Brasil.

O Brasil é o maior exportador mundial de etanol.