Última hora

Última hora

Junta militar autoriza diplomatas estrangeiros a deslocar-se a zonas sinistradas

Em leitura:

Junta militar autoriza diplomatas estrangeiros a deslocar-se a zonas sinistradas

Tamanho do texto Aa Aa

Duas semanas após a passagem do ciclone Nargis pelo sul da Birmânia, a Junta Militar anunciou que vai autorizar amanhã o acesso de diplomatas estrangeiros às zonas mais afectadas.

O anúncio foi feito num momento em que a Organização Mundial de Saúde revelou a existência de um surto de cólera no sul do país. Entre os sobreviventes, pelo menos 20% das crianças afectadas sofrem já de diarreia.

Uma situação que poderá piorar nos próximos dias face à renitência do regime em aceitar a entrada no país de organizações humanitárias estrangeiras. A responsável da OMS, anunciou que, “30 médicos tailandeses, especialistas em saúde pública, vão aterrar amanhã em Rangun com mantimentos e medicamentos”.

Entretanto, uma fragata francesa com 1500 toneladas de mantimentos encontrar-se-á já ao largo do país, mas sem autorização das autoridades para atracar. Sem autorização de entrada encontra-se também o Comissário Europeu para o desenvolvimento, Louis Michel. Segundo as agências humanitárias, centenas de milhares de vítimas continuam à espera de víveres, água potável, abrigos e material de primeiros socorros.