Última hora

Última hora

Sean Penn em Cannes

Em leitura:

Sean Penn em Cannes

Tamanho do texto Aa Aa

Cannes é o templo das estrelas, do luxo, da beleza e do “glamour”. Durante 10 dias, atrai a luz e as câmaras do mundo inteiro. Nos outros festivais critica-se o lado exibicionista desta organização, que cristaliza os olhares e desvia a atenção das salas de cinema. Mas os pais deste festival afirmam que é injusto: as estrelas de Cannes brilham pelo cinema. Como explica o mestre de cerimónias deste ano, o actor francês Edouard Baer. “Trazemos tudo de que se possa falar no momento, tudo o que faça ruído e seja apelativo, mesmo que roce a vulgaridade. O tapete vermelho é tanto para o futobolista como o manequim passando pelo cabeleireiro, a estrela dos penteados, os vestidos, os iates … tudo para que as câmaras venham ver, é o que se passa e quando estão todos, então mostramos os filmes, o principal, o coração da coisa. “

O coração do acontecimento, ou seja, atrair a atenção de todos para o que mais contribuiu para a razão de ser do Festival: os filmes. Durante a sua história Cannes recompensou os filmes de autores que precisaram do trampolim da palma de ouro para o reconhecimento ou para cativar a audiência.

Um dos responsáveis, Thierry Fremaux, explica que este ano quiseram começar um novo ciclo sobre o que é mais importante no interior do festival de Cannes. Claro que há as festas, a Côte d’Azur, os negócios e o “glamour”… mas o Cinema é o mais importante.

Ninguém pode incarnar melhor esta reviravolta para o lado sério do que o presidente do júri deste ano, Sean Penn, actor e realizador. É bastante conhecido pelas convicções políticas, nomeadamente contra a guerra no Iraque e a administração de George Bush, que criticou nestes termos:

“ Os filmes são sobre amor e a arte é sobre amor. Para ver o lado de dentro das coisas é preciso o cérebro, claro, mas não como é usado actualmente, tem de estar ligado ao coração; quando uma pessoa age sem pensar e sem ouvir o coração, mata centenas de milhares de pessoas em todo o mundo. “

Penn avisou desde logo que o seu julgamento vai ser influenciado pelos acontecimentos na China e na Birmânia. A humanidade é entregue aos mais baixos instintos no filme Blindness ou a Cegueira segundo Saramago, um dos 22 filmes em competição.