Última hora

Última hora

Comunidade internacional pressiona a Junta birmanesa

Em leitura:

Comunidade internacional pressiona a Junta birmanesa

Tamanho do texto Aa Aa

A Birmânia diz ter a situação sob controlo, a mensagem foi passada pela Junta militar ao restos do mundo. A zona desvatada pelo ciclone Nargis foi ontem sobrevoada por um grupo de diplomatas internacionais, um itinerário escolhido pela junta militar que faz questão de manter a mão sobre toda a ajuda humanitária vinda do exterior.

É o caso do navio da Marinha francesa Mistral que foi bloqueado ao largo da Birmânia pelas autoridades de Rangoon, procura-se agora um acordo para a distribuição das mil toneladas de ajuda humanitária que transporta.

Com 77.738 de mortos e 55.917 desaparecidos, a comunidade internacional receia uma “segunda catástrofe” e tenta, graças à mediação dos asiáticos, fazer vingar a sua posição junto do regime birmanês.

O responsável da ONU pelos Assuntos Humanitários, John Holmes, deverá chegar hoje à Birmânia.