Última hora

Última hora

Napolitanos perdem a paciência

Em leitura:

Napolitanos perdem a paciência

Tamanho do texto Aa Aa

Circular em Nápoles é uma tarefa quase impossível. Tudo por causa do lixo. Estima-se que nos últimos dias, se tenham acumulado nas ruas da cidade qualquer coisa como seis mil toneladas de detritos.

Os odores insuportáveis agravaram-se com a subida das temperaturas, levando, os napolitanos a perderem a paciência. Na última noite, os habitantes ateram fogo aos sacos de lixo, obrigando, à intervenção dos bombeiros pelo menos oito dezenas de vezes. Um napolitano considera que “começou a Terceira Guerra Mundial.”

Nápoles tem um problema com a recolha de lixo desde 1994. A situação agravou-se no final ano passado, depois do último aterro ter atingido a capacidade máxima. A falta de alternativas criou o caos na cidade italiana. Comprar ou vender tornou-se uma tarefa menos concorrida e os empresários são os primeiros a sentir no bolso os efeitos desta crise.

Um comerciante afirma que o lixo tem prejudicado o negócio e espera que o governo possa intervir o quanto antes para acabar com o problema.

No início do ano, as autoridades decidiram encaminhar os detritos para uma lixeira encerrada há mais de dez anos. Uma decisão, de imediato, contestada pelos habitantes dos arredores da cidade.

O novo executivo de centro direita, liderado por Silvio Berlusconi que fez da resolução desta crise uma bandeira de campanha convocou para quarta-feira, em Nápoles, o primeiro Conselho de Ministros.