Última hora

Última hora

Violência contra estrangeiros nos bairros pobres de Joanesburgo

Em leitura:

Violência contra estrangeiros nos bairros pobres de Joanesburgo

Tamanho do texto Aa Aa

A vaga de violência racista continua nos bairros pobres da capital da África do Sul. Pelo menos doze pessoas foram assassinadas nos últimos três dias numa campanha brutal contra estrangeiros, na maioria zimbabueanos. Muitos imigrantes refugiaram-se nas esquadras da polícia e igrejas de Joanesburgo para fugir aos ataques xenófobos iniciados há uma semana e que se agravaram este fim de semana.

Desde 11 de Maio, tem-se vivido, no bairro de Chantitown, um autêntico inferno com pessoas esquartejadas e pelo menos uma queimada viva.

Um imigrante do Zimbabué conta como os sul-africanos começaram a acusar os imigrantes de roubarem os empregos, embora considere que a verdadeira motivação é apossarem-se de casas e bens.

Os imigantes são acusados de criminalidade e de roubarem os escassos empregos.

Um outro zimbabueano diz que a casa foi vandadalizada por grupos de zulus que mandaram todos os estrangeiros voltar para o seu país, mesmo os que estão legais.

A vaga de violência alastrou-se a outros bairros pobres de Joanesburgo, com as autoridades policiais em alerta total. Entre os mortos contam-se também alguns sul-africanos, o que indica poder haver ajustes de contas pelo meio.