Última hora

Última hora

China presta homenagem às vítimas do sismo

Em leitura:

China presta homenagem às vítimas do sismo

Tamanho do texto Aa Aa

A China paralisou, esta segunda-feira, para guardar três minutos de silêncio, em louvor dos mais de 34 mil mortos, vítimas do sismo que, há uma semana, devastou a a região de Sichuan, no sudoeste do país. O silêncio começou às 14 e 28, precisamente a hora a que, uma semana antes, a terra tremeu, fazendo mais de 34 mil mortos.

Seguiu-se uma gigastesca vigília, com a data fatídica inscrira num desenho de velas. As contas da tragédia ainda estão longe de ser definitivas. Para já, além dos 34 mil mortos, há ainda a registar 220 mil feridos, 30 mil desaparecido e 9.500 soterrados, entre os escombros.

As autoridades locais admitem que, alguns feridos, não sobrevivam.

Os hospitais continuam em alerta. Estão lotados e preparados para o pior.

Réplicas e o resgate de feridos podem agravar a situação e exigir mais esforço dos pessoal médico. e

A hora é de luto nacional, que se prolonga por très dias. A chama olímpica interrompeu a digressão mundial e os apresentadores dos jornais televisivos vestiram-se de preto.

Para além do luto, há manifestações e palavras de ordem, garantindo a reconstrução de Sichuan.