Última hora

Última hora

Parlamento britânico aprova estudos com mebriões híbridos

Em leitura:

Parlamento britânico aprova estudos com mebriões híbridos

Tamanho do texto Aa Aa

A Câmara dos Comuns britânica votou ontem a favor da investigação científica com embriões híbridos, uma proposta de lei cara ao primeiro ministro Gordon Brown. Estes embriões poderão ser utilizados com propósitos terapêuticos. tal como a selecção de embriões específicos para a concepção por inseminação dos chamados “irmãos salvadores”.

“Hoje temos aqui uma oportunidade para no futuro, talvez não no curto prazo – fazer a diferença no que toca a doenças crónicas” declarou uma deputada trabalhista.

O novo projecto de lei britânico sobre fertilização humana e embriologia é particularmente importante para Gordon Brown, cujo filho mais novo sofre de uma doença genética, em que o estudo dos embriões poderá fazer diferença no tratamento.

A técnica de embriões híbridos consiste em retirar o núcleo de uma célula bovina para se inserir material genético humano e serão destruídos ao fim de 14 dias.

As discussões sobre a polémica lei da fertilidade e embriologia prolongam-se hoje. Os deputados vão votar sobre a possibilidade de permitir a fecundação in vitro a casais de lésbicas e o aumento dos prazos para o aborto.