Última hora

Última hora

Georgianos elegem novo parlamento

Em leitura:

Georgianos elegem novo parlamento

Tamanho do texto Aa Aa

Um teste à democracia da Geórgia. É desta forma que são vistas as eleições legislativas desta quarta-feira. Mikhail Saakachvili votou esta manhã numa assembleia de voto da capital Tbilissi. De acordo com as sondagens, o partido do chefe de Estado, o Movimento Nacional Unido, deverá manter a maioria dos 150 lugares no parlamento. Quem também votou esta manhã foi Levan Gachechiladze, candidato da Oposição Unida – Direita, derrotado nas presidenciais de Janeiro.

Três milhões e meio de eleitores são chamados às urnas. O escrutínio de hoje acaba por ser decisivo para Saakachvili, que pretende mostrar ao mundo a vocação democrática da ex-república soviética e dissipar as acusações de fraude que ensombraram as últimas eleições. A Geórgia atravessa um período de instabilidade política, marcada pelas reivindicações separatistas da Abcássia e da Ossétia do sul, duas regiões protegidas por Moscovo.

A missão de observadores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), que se encontra na Geórgia, publicou um relatório sobre o decorrer da campanha eleitoral, onde afirma ter recebido “queixas sobre ameaças, participação ilegal de funcionários públicos na campanha e utilização indevida de recursos humanos”. Por este motivo o chefe da missão Peter Semnebi afirmou que os observadores vão acompanhar o voto e a contagem dos sufrágios.