Última hora

Última hora

Medvedev tenta completar negócio de oleoduto com China

Em leitura:

Medvedev tenta completar negócio de oleoduto com China

Tamanho do texto Aa Aa

Dmitri Medvedev levou negócios na bagagem, na primeira visita de Estado à China. O novo presidente russo e o chefe de Estado chinês, Hu Jintao, assinaram um acordo sobre a energia nuclear.

As trocas comerciais entre os dois países, que nos últimos anos se têm imposto como gigantes económicos, aumentaram exponencialmente nos últimos anos. Só no ano passado, o volume de trocas entre os dois países cresceu 44%.

Há doze anos, a Rússia e a China tinham trocas de 4,6 mil milhões de euros anuais. No ano passado, os negócios foram de 32 mil milhões. A Rússia exportou para a China petróleo no valor de 4,8 mil milhões de euros.

Um dos pontos principais desta visita é o esforço para chegar a um acordo quanto à construção de um oleoduto que vai levar o petróleo russo da Sibéria até à China.

Existe já um protocolo de entendimento, mas falta chegar a acordo quanto a alguns detalhes. O processo está a ser conduzido pelas petrolíferas estatais dos dois países, Rosneft e CNPC.

O futuro oleoduto vai ter mais de 4000 quilómetros de comprimento.