Última hora

Última hora

Deputados libaneses elegem PR

Em leitura:

Deputados libaneses elegem PR

Tamanho do texto Aa Aa

Dezoito meses de crise no Líbano terminam amanhã com a eleição do presidente da República. Os deputados vão eleger o homem consensual entre o poder e a oposição chiita do Hezzbollah. O General Michel Suleiman, até agora chefe das Forças armadas, com 59 anos, tem pela frente uma tarefa complicada.

Isto porque o Hezbollah, a favor da influência síria no Líbano, e considerado como organização terrorista pelos Estados Unidos e pela União Europeia, conseguiu o que queria.

O acordo alcançado em Doha no Qatar prevê que o Hezbollah possa bloquear decisões importantes do governo. Dos seis assentos que detinha, passou a ter 11, a maioria parlamentar fica com 16 e sobram ainda três lugares que serão distribuídos pelo chefe de Estado eleito.

Não é por isso certo que a tensão política termine definitivamente no Líbano. A crise que durou 18 meses resultou em confrontos entre milícias que provocaram a morte a 65 pessoas. Foi o pior conflito interno desde a guerra civil que terminou há 18 anos.