Última hora

Última hora

Manifestação em Joanesburgo contra Xenofobia

Em leitura:

Manifestação em Joanesburgo contra Xenofobia

Tamanho do texto Aa Aa

Largas centenas de pessoas aproveitaram o silêncio das armas em Joanesburgo para se manifestarem contra a xenofobia e os ataques racistas que explodiram na África do Sul nos últimos dias.

Pelo menos 40 pessoas morreram, milhares foram colocadas em campos temporários para imigrantes. Muitos expressaram revolta contra o chefe de Estado. “Onde está Thabo Mbeki?” foram as palavras de ordem mais ouvidas durante os protestos.

A violência estalou em sete das nove províncias sul-africanas. O governo apelou à união, depois de se terem verificado os piores tumultos desde o fim do Apartheid. Pela primeira vez desde 1994, o exército foi chamado a intervir. Forças armadas e policiais fazem-se notar nas ruas, uma situação que ajudou o país voltar quase ao normal. Foram feitas pelo menos quinhentas detenções.

As causas da explosão de raiva contra os imigrantes são desconhecidas. Um número indeterminado de pessoas foi vítima de roubo ou espancamento, os autores da violência acusam os imigrantes de semearem o crime e provocarem desemprego entre os sul-africanos.

De acordo com os números da Cruz Vermelha, há pelo menos 25 mil pessoas refugiadas em campos temporários, quartéis da polícia ou igrejas