Última hora

Última hora

Comunidade Internacional pressiona regime birmanês

Em leitura:

Comunidade Internacional pressiona regime birmanês

Tamanho do texto Aa Aa

A Junta Militar da Birmânia prometeu, mas não cumpriu. Durante a conferência dos países doadores em Rangum, a comunidade internacional voltou a pressionar o regime para que permita a entrada de voluntários no país.

A Junta mostra-se, no entanto, mais preocupada com a ajuda financeira e insiste que são necessários cerca de 11 mil milhões de dólares para reconstruir as zonas devastadas.

O secretário de Estado britânico para o Desenvolvimento responsabiliza o regime pela ausência de uma solução e garante que a comunidade internacional deixou clara a sua posição durante a conferência. Segundo, Douglas Alexander todos os países desejam multiplicar a ajuda no terreno e aceder às áreas mais afectadas.

Esta foi, aliás, a exigência feita ao regime birmanês pelos países doadores para desembolsarem alguns milhões.

A Directora regional da UNICEF para a Ásia oriental e Pacífico mostra-se optimista em relação à palavra dada pela Junta, sobretudo, depois da organização ter recebido luz verde para a entrada de seis elementos no país, que irão visitar a região do Delta Irrawaddy.

Mas a maioria das organizações humanitárias continua à espera de autorização para socorrer os sobreviventes.

O Nargis provocou cerca de 134 mil mortos e desaparecidos. Mais de metade dos dois milhões e meio de desalojados continua sem receber qualquer tipo de ajuda.