Última hora

Última hora

Testemunha-chave ouvida em processo de corrupção que envolve Ehud Olmert

Em leitura:

Testemunha-chave ouvida em processo de corrupção que envolve Ehud Olmert

Tamanho do texto Aa Aa

Depoimento crucial no processo de corrupção que envolve o primeiro-ministro israelita e que pode custar o cargo a Ehud Olmert e afectar as negociações de paz com palestinianos e sírios.

A principal testemunha no caso, Morris Talansky, compareceu hoje no tribunal de Jerusalém.

O homem de negócios norte-americano admitiu ter atribuído envelopes com dinheiro a Olmert para financiar campanhas eleitorais, mas sem esperar favores em troca e sob forma de contribuições legais.

A Justiça israelita suspeita que Olmert recebeu mais de 300.000 euros de Talansky enquanto era presidente da Câmara de Jerusalém e ministro do Comércio e da Indústria e pretende apurar se o dinheiro não foi usado para conseguir favores e subornos. A lei israelita proíbe doações políticas superiores a algumas centenas de euros.

Questionado várias vezes pela polícia, Olmert disse que apresentará a demissão se as acusações de fraude, abuso de confiança, evasão fiscal e violação da Lei de Doação e não Declaração de ingressos monetários forem formalizadas.