Última hora

Última hora

Réplicas destroem milhares de habitações na China

Em leitura:

Réplicas destroem milhares de habitações na China

Tamanho do texto Aa Aa

Duas semanas depois de um sismo que já fez pelo menos 88 mil mortos, o risco de rupturas em muitas barragens obrigou a evacuações maciças entre a população chinesa. Segundo a agência Nova China as réplicas que continuam a fazer-se sentir destruíram mais de 400.000 habitações e feriram 63 pessoas esta terça-feira na província de Sichuan.

Os aluimentos de terras provocados pelo tremor de terra formaram um lago de cujas imediações foram evacuadas cerca de 30 cidades. As inundações que se seguiram mataram mais de 20 pessoas esta noite.

Pequim enviou o exército para prestar assistência às populações ameaçadas pela formação de muitos lagos. Dois mil soldados escavaram um canal para escoar a água e aliviar a pressão do lago Tangjiashan que acumulou 130 milhões de metros cúbicos de líquido.

Os sismo ocorrido a 12 de maio mudou a paisagem das regiões afectadas pelo desastre e os seus efeitos continuam a ameaçar millhares de pessoas.