Última hora

Última hora

Recepção presidencial a Putin em Paris

Em leitura:

Recepção presidencial a Putin em Paris

Tamanho do texto Aa Aa

Vladimir Putin está em Paris, pela primeira vez como chefe de Governo. Uma visita marcada por um clima de reaproximação entre a Federação russa e a Europa, numa tentativa francesa de reactivar a aliança estratégica.

Uma relação difícil em oito anos de presidência de Putin, abalada por assuntos como o abastecimento energético e o respeito pelos direitos e liberdades.

Questionado sobre o assunto o líder afirmou que “os receios sobre a falta de respeito pelos direitos humanos na Rússia são bastante exagerados. E, regra geral, esse é um tema utilizado para pressionar a Rússia, com determinados objectivos que nada têm a ver com direitos humanos”.

Por seu lado o primeiro ministro francês François Fillon declarou que “nós não damos lições a ninguém, porque nós não partimos do mesmo ponto, não temos a mesma história, e cada um tem a sua história, a sua cultura…o importante é que estejamos numa dinâmica de progresso e parece-nos que estamos numa dinâmica de progresso”, concluiu.

Putin também jantou com o presidente Nicolas Sarkozy, um evento que em termos protocolares costuma estar reservado apenas a chefes de Estado. Gesto que, para muitos, confirma a manutenção do seu papel na condução da política externa de Moscovo.

Vladimir Putin foi recebido na capital francesa no mesmo dia em que um tribunal europeu condenou a Rússia a pagar uma indemnização às vítimas de raides aéreos na Chechénia.