Última hora

Última hora

Frota pesqueira europeia quase paralisada

Em leitura:

Frota pesqueira europeia quase paralisada

Tamanho do texto Aa Aa

A frota pesqueira europeia ficou praticamente paralisada esta sexta-feira e a situação ameaça prolongar-se. Em causa está o protesto dos pescadores, primeiro em França e agora também em Portugal, Espanha e Itália contra os preços dos combustíveis e contra os cortes na cotas de pesca previstas para 2009.

Um pescador italiano assegura que se não conseguirem pescar vai haver guerra pois estão cansados trabalharem 80 horas por semana sem ganhar mais por isso.

Em Madrid, os vendedores forneceram peixe gratuito aos clientes como forma de chamar a atenção para as reivindicações. Ao mesmo tempo, os especialistas reafirmam a necessidade de limitar a pesca pois o peixe pode mesmo deixar de existir.

Um profissional espanhol considera que o sector está em vias de desaparecer e que os pescadores encontram-se em vias de extinção, confessa que já não imagina os filhos a optarem pela mesma profissão.

Em Espanha, tal como nos outros países, o governo é acusado de nada fazer.

Em Portugal, o discurso não muda, a crise não há meio de desaparecer, o combustível é dos mais caros da Europa, as cotas de pesca são curtas e as sardinhas, essas, podem evaporar-se nos próximos dias…

P:“Ainda há sardinhas pró Santo António?
R: Se os homens não forem pró mar e os espanhóis estiverem em greve…não vem peixe de lado nenhum, não é? É capaz de faltar sardinha”.