Última hora

Última hora

IATA prevê fortes prejuízos para o sector aéreo

Em leitura:

IATA prevê fortes prejuízos para o sector aéreo

Tamanho do texto Aa Aa

As companhias aéreas mundiais podem vir a perder cerca de quatro mil milhões de euros, se os preços do petróleo se mantiverem a 135 dólares por barril, o máximo histórico atingido recentemente. A previsão foi feita pela Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), num relatório publicado esta segunda-feira.

O director-geral da IATA, Giovanni Bisignani, fala mesmo de uma “nova tempestade” no transporte aéreo, causada pelos preços do combustível e também pelo enfraquecimento económico mundial.

Estimando o preço do petróleo a 107 dólares por barril, os prejuízos estão estimados em 1,5 mil milhões de euros, mas se a média de preços for de 135 dólares, então essas perdas crescem para os 3,6 mil milhões.

O director da IATA disse ainda que o sector está novamente a ser empurrado para baixo depois de um período de recuperação. O transporte aéreo sofreu uma grave crise depois dos atentados de 11 de Setembro de 2007, mas esteve ao longo destes anos a recuperar.

A maior parte das companhias está neste momento a aplicar sobretaxas pelo combustível. A IATA está sediada em Genebra e representa mais de 240 companhias aéreas, ou seja, 94% do tráfego regular internacional.