Última hora

Última hora

Debate sobre crise alimentar tem início em Roma

Em leitura:

Debate sobre crise alimentar tem início em Roma

Tamanho do texto Aa Aa

Na cimeira da ONU destinada a encontrar soluções para crise alimentar, em Roma, o presidente do Zimbabué, Robert Mugabe, acusado pela Austrália de presidir à inanição do seu povo, é um dos dois dirigentes, a par do chefe de estado do Irão, Mahmoud Ahjmadinejad, cuja presença é alvo de críticas.

No início dos trabalhos, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, apelou à meia centena de dirigentes a empenharem-se na resolução da crise dos alimentar.

“As ameaças são óbvias para nós todos, mesmo assim constituem uma oportunidade. É uma chance para rever as políticas do passado. Ao mesmo que é necessário responder de forma imediata à subida dos preços dos alimentos, é importante que o objectivo a longo prazo seja melhorar a segurança alimentar e que assim permaneça durante vários anos”, disse Ban Ki-moon.

Ban Ki-moon fez ainda um apelo ao consenso internacional sobre o biodiesel e instou o mundo a duplicar produção alimentar até 2030.