Última hora

Última hora

O mundo condena atentado contra a dinamarca

Em leitura:

O mundo condena atentado contra a dinamarca

Tamanho do texto Aa Aa

O governo dinamarquês, Washigton e as Nações Unidas condenaram firmemente o atentado perpetrado junto da embaixada da Dinamarca, em Islamabad. O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, manifestou a solidariedade do executivo comunitário para com “os cidadãos e autoridades da Dinamarca”.

O ataque mereceu também a condenação do primeiro- ministro dinamarquês que qualificou o ataque de cobarde e contra todo o povo dinamarquês. O nivel de segurança das embaixadas dinamarquesas no estrangeiro foi reforçado a Dinamarca aconselhou os seus cidadãos a não se deslocar ao Paquistão.

Pelo menos oito pessoas morreram e 30 ficaram feridas no ataque suicida junto da embaixada da Dinamarca em Islamabad. Poucos depois do atentado centenas de paquistaneses manifestaram-se contra a publicação das caricaturas de maomé na imprensa dinamarquesa, pensa que esta é a causa do atentado.

A Dinamarca tinha chamado o embaixador no Paquistão e reduziu as actividades
em 2006, após as manifestações violentas contra interesses dinamarqueses na sequência da publicação de caricaturas de Maomé, em Setembro de 2005.