Última hora

Última hora

Hillary resiste à evidência Obama

Em leitura:

Hillary resiste à evidência Obama

Tamanho do texto Aa Aa

Barack Obama é o primeiro candidato afro-americano à Casa Branca. O senador de Illinois fez história esta madrugada ao ultrapassar a fasquia dos 2118 delegados necessários para garantir a nomeação do partido Democrata. No discurso de vitória, Obama agradeceu aos apoiantes, que lhe permitiram a “nomeação democrata para presidente dos Estados Unidos”.

As primárias nos estados de Dakota do Sul e Montana puseram fim a cinco meses de dura batalha entre Obama e Hillary Clinton.

Ainda assim, a senadora de Nova Iorque absteve-se de reconhecer a derrota e afirmou que pretende consultar nos próximos dias o aparelho partidário e os apoiantes.

Clinton disse que “foi uma longa campanha” e sublinhou que não tomava “nenhuma decisão” na noite que marcou o fim das primárias democratas.

Os analistas consideram que Hillary se bate já pela vice-presidência, como “número dois” de Obama.

Num tom conciliador, o senador de Illinois disse que Clinton “fez história, não apenas porque é uma mulher que fez aquilo que nenhuma outra fez antes, mas porque é uma líder que inspira milhões de norte-americanos com a sua força, coragem e compromisso com as causas” que os conduziram a este ponto. Obama felicitou ainda a adversária pela “vitória no Dakota do Sul” e pela “corrida” à nomeação presidencial.

Assumindo já o papel de candidato oficial dos Democratas, Obama lançou o ataque contra o republicano John McCain, a quem acusou de seguir a mesma linha que George W. Bush, nomeadamente no que diz respeito à política económica e ao Iraque.