Última hora

Última hora

Cimeira/ FAO: Países membros chegam a acordo mínimo

Em leitura:

Cimeira/ FAO: Países membros chegam a acordo mínimo

Tamanho do texto Aa Aa

A cimeira da FAO terminou com um consenso mínimo, alcançado no últimos momentos. Da reunião que juntou representantes 139 países em Roma, durante 3 dias, saiu apenas o compromisso de reduzir para metade o número de pessoas sub-alimentadas até 2015.

O secretário de estado norte-americano da Agricultura acredita que “o facto de não haver acordos é melhor que fazer maus acordos, já que todos os países reconhecem que há um problema”. “O problema a curto prazo é a crise alimentar, mas sobre a mesa esteve muita conversa sobre donativos monetários”, disse Ed Schafer.

Para a maior parte dos países africanos, o consenso mínimo conseguido não ajuda de forma alguma o problema humanitário que se vive no mundo.

A representante do Gana considera que “a crise alimentar é de tal forma séria que será desastrosa para o futuro da humanidade, caso não se cheguem a acordos frutíferos”. A oradora espera que “se passe da retórica à acção”.

A declaração final da cimeira não menciona a questão dos biocombustíveis, um dos temas que dominou o debate. Também os subsídios, apontados como factores de agravamento da crise, ficaram de fora do texto do acordo.

Isto num altura em que a falta de alimentos atinge 850 milhões de pessoas por todo o mundo.