Última hora

Última hora

Rússia diz que haverá derramamento de sangue na Ossétia do sul e na Abcásia se a Geórgia entrar na NATO

Em leitura:

Rússia diz que haverá derramamento de sangue na Ossétia do sul e na Abcásia se a Geórgia entrar na NATO

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia passou ao ataque. O presidente Dmitri Medvedev disse que a tentativa da Geórgia para integrar a NATO pode provocar derramamento de sangue nas regiões separatistas da Abcásia e da Ossétia do Sul.

Serguei Lavrov, o chefe da diplomacia russa, afirmou que é do interesse da Rússia resolver os problemas com a Geórgia.

Do lado georgiano, o presidente Mikhail Sakaasvilli explicou que os dois países têm vários diferendos, ainda por resolver, mas todos têm solução.

Resta saber qual.

Por agora, o preço do gás e a integração na NATO são so dois cavalos de batalha de Medvedev e de Saakasvilli. A isto juntam-se as republicas sepratistas georgianas. Tbilissi acusa Moscovo de se apoderar das duas regiões que fazem parte do território da antiga república soviética.

No âmbito da reunião da CEI, a Comunidade de Estados Independentes, os enmcontros com o presidente ucraniano prometem também não ser fáceis.

Medvedev deverá mostrar-se insatisfeito pelo facto da Ucrânia não querer manter a base naval russa em Sebastopol. O contrato com a Rússia termina em 2017, o Estado ucrâniano recebe 100 milhões de dólares pelo aluguer das instalações no Mar Negro.

Viktor Yuchenco prepara-se para protestar contra a intenção russa de subir o preço do gás para o dobro.

Medvedev deverá também tentar travar os intentos de Viktor Yuchenco de ingressar a Ucrânia na NATO.