Última hora

Última hora

Sondagens na Irlanda dão vitória ao Não ao Tratado de Lisboa

Em leitura:

Sondagens na Irlanda dão vitória ao Não ao Tratado de Lisboa

Tamanho do texto Aa Aa

A última sondagem do Irish Times sobre o referendo ao Tratado de Lisboa deixou os dirigentes europeus e em especial o chefe de governo irlandês quase em estado de choque.

Pela primeira vez, os inquéritos de opinião dão a vitória ao Não.

Até ontem, as expectativas íam no sentido favorável ao Tratado de Lisboa. Mas a última sondagem do Irish Times dá conta de 35 por cento de votos Não. As intenções de voto no SIM não ultrapassam os 30 por cento, e 28 por cento do eleitorado está ainda indeciso. Sete por cento assume que não vai votar.

O chefe de governo Brian Cowen dá tudo por tudo nesta campanha e já disse que se o Não vencer haverá consequências políticas que terá de assumir.

Cowen diz que não vai voltar atrás nem vai deixar ninguém diabolizar o Tratado, algo que considera essencial para o sucesso da Irlanda.

“Sim, pelo emprego”, é a palavra de ordem de campanha.

A Irlanda é o único país que levou a ratificação do documento a consulta popular, tal como a constituição o exige.

Também o Sin Féin quer que o Tratado de Lisboa seja aprovado pela Irlanda. O líder Gerry Adams diz que a Irlanda morre para o mundo a 12 de Junho se o Não vencer no referendo.

Se houver um não irlandês ao documento, na semana seguinte os dirigentes europeus terão um grande embróglio para resolver uma vez que não há Plano B o futuro do Tratado.