Última hora

Em leitura:

Clinton pede apoio democrata para Obama


mundo

Clinton pede apoio democrata para Obama

Sem revelar se vai ser candidata à vice-presidência, Hillary Clinton anunciou o apoio incondicional ao senador Barak Obama na candidatura democrata à presidência dos Estados Unidos.

Diante dos seus apoiantes em Washington, a ex-primeira dama pediu aos 18 milhões de democratas que votaram por ela nas primárias para se juntarem a Obama:

“Quando comecei a corrida pretendia recuperar a Casa Branca para o campo democrata para ter um presidente que coloque o país no caminho da paz, da prosperidade e do progresso. E é isso que vamos fazer, garantido que Barack Obama entre na Sala Oval a 20 de janeiro de 2009”.

Por agora, todas as atenções se centram na escolha do vice-presidente.

Será que Obama vai convidar a ex-primeira dama para lutar a seu lado contra John Mcain?

A opção é defendida por numerosos democratas.

Uma militante afirmou que Clinton “é uma grande mulher”, que fez uma “bom trabalho como senadora de Nova Iorque”, e espera que “ela seja candidata a vice-presidente”.

Um apoainte do Alabama afirmou que os dois candidatos fizeram uma “excelente campanha” e diz que não tem dúvidas de que os “democratas, os independentes e mesmo republicanos vão apoiar Obama”.

Pouco depois de Clinton ter anunciado a desistência, o senador do Ilinois anunciou que quer que a ex-primeira dama esteja no “primeiro plano nas presidenciais”.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Presidente russo quer dar cartas na economia e culpa EUA pela crise