Última hora

Última hora

Greve dos camionistas compromete abastecimento de combustível e alimentos

Em leitura:

Greve dos camionistas compromete abastecimento de combustível e alimentos

Tamanho do texto Aa Aa

Ao terceiro dia de paralização dos camionistas espanhóis, a ministra dos transportes, Magdalena Alvarez, anunciou a obtenção de um acordo com as organizações de transportes rodoviários. Acordo firmado, porém, sem a representação das duas associações que lideram o protesto.

Um camionista da plataforma de Madrid denunciou a situação, garantindo que a paralização vai continuar. Em Espanha e Portugal, o protesto atinge limites extremos com a morte de dois homens,atropelados na sequência de confrontos entre piquetes de greve e não grevistas.

Em Granada, um elemento de um piquete de camionistas foi ontem atropelado mortalmente por um camião que tentava furar o bloqueio. Em Portugal, situação idêntica. Um grevista morreu em Alcanena albarroado por um camião.

Entretanto, esta madrugada, cerca de quarenta camiões cisterna tiveram de ser escoltados pela polícia para permitir o abastecimento de estações de serviço na área de Lisboa e Setúbal. O Aeroporto de Lisboa debate-se já com falta de combustível.

Nos dois países, a falta de escoamento de fruta e outros produtos agrícolas provoca o desespero dos agricultores que assistem impotentes à deterioração das colheitas. Também no sector dos lacticinios a situação agrava-se. Os camiões cisterna não chegaram a várias quintas e litros de leite inutilizado foram já deitados fora.