Última hora

Última hora

Unionistas salvam Brown

Em leitura:

Unionistas salvam Brown

Tamanho do texto Aa Aa

Foi uma vitória sofrida para Gordon Brown. O chefe de governo britânico consegui fazer passar no Parlamento um controverso projecto de lei anti- terrorista, contestado por muitos deputados trabalhistas. O texto prevê que um suspeito de terrorismo possa ser detido preventivamente durante 42 dias sem culpa formada.

Uma proposta aprovada graças aos deputados do partido Democrata Unionista da Irlanda do Norte. “Quero deixar claro que a decisão tomada se baseia num único facto: o de acreditarmos que esta é necessária para a segurança nacional do Reino Unido”, afirma o deputado Sammy Wilson.

Mas o governo quer alargar o prazo de detenção de 28 para 42 dias com algumas concessões. Entre elas a necessidade de demonstrar o carácter grave e excepcional da ameaça. Além disso, e caso não exista uma acusação o suspeito passará a receber uma indemnização na ordem dos 4000 euros.

O texto tem sido criticado por várias organizações por não acautelar os direitos civis dos cidadãos. A opinião pública britânica, que tem ainda bem presente os atentados em Londres é a mais favorável à proposta.