Última hora

Última hora

Washington embaraçado com a morte de 11 militares paquistaneses

Em leitura:

Washington embaraçado com a morte de 11 militares paquistaneses

Tamanho do texto Aa Aa

Tensão entre Washington e Islamabad depois da morte de onze soldados paquistaneses por militares norte-americanos no Afeganistão durante ataque aéreo na fronteira entre os dois países. A operação deu-se após de confrontos entre forças afegãs e militantes Taliban. O incidente foi levado pelo Exército do Paquistão aos responsáveis de Washington onde o Pentágono confirmou o ataque e lembrou a existência de um acordo segundo o qual as forças da coligação podem cruzar a fronteira paquistanesa, caso persigam extremistas.

Num comunicado divulgado na quarta-feira, um porta voz do Pentagono informou ter coordenado os ataques de artilharia com o Paquistão, mas que o caso será investigado.
O Paquistão afirmou tratar-se de um ataque “gratuito e cobarde” que minou as bases da cooperação militar mantida com os norte-americanos. O vice-secretário de Estado norte-americano, Richard Boucher desdramatiza lembrando que o Paquistão é um aliado na luta contra o terrorismo.

O incidente ocorre no momento em que aumenta a frustração do governo paquistanês e das forças ocidentais presentes no Afeganistão perante a incapacidade de porem fim à violência na região.