Última hora

Última hora

Camionistas franceses e espanhóis prosseguem protestos contra subida dos combustíveis

Em leitura:

Camionistas franceses e espanhóis prosseguem protestos contra subida dos combustíveis

Tamanho do texto Aa Aa

Os protestos contra a subida dos preços dos combustíveis voltaram a mobilizar milhares de camionistas em Espanha e França.

Os profissionais, que exigem a desfiscalização do gasóleo, organizaram protestos em marcha lenta nos principais eixos rodoviários face à passividade ou atitude desafiante das autoridades.

Em França aos 3 mil camionistas, juntaram-se esta tarde os taxistas, condutores de ambulâncias e agricultores no nordeste e sul do país.

Um motorista francês afirma que, com o protesto, quer chamar a atenção do governo para os problemas de um sector em agonia e que tem de fazer face ao combustível mais caro da União Europeia, “porque paga mais impostos dos que nos restantes países”.

Em Espanha, as centenas de camionistas que tentam desde esta manhã aceder ao centro de Madrid encontram-se cada vez mais isolados.

O governo considera o movimento minoritário, tendo montado barragens policiais nas auto-estradas.

Um camionista retido pela polícia, afirma que não é um manifestante e que foi impedido de descarregar em Madrid.

O patrão da confederação patronal espanhola abandonou esta tarde uma reunião com os sindicatos em Zaragoza, rejeitando a proposta de criar uma tarifa mínima de gasóleo para os profissionais do sector, considerando-a um “atentado contra a economia de mercado”.