Última hora

Última hora

Presidência da União evita falar de "coma" do Tratado de Lisboa

Em leitura:

Presidência da União evita falar de "coma" do Tratado de Lisboa

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia busca desesperadamente um plano B para fazer face ao Não irlandês no referendo ao Tratado de Lisboa. Os ministros dos Negócios Estrangeiros da União estão reunidos no Luxemburgo para tentar assegurar a sobrevivência do Tratado, cuja aprovação depende da ratificação dos 27 estados membros.

O responsável diplomático da Irlanda afastou para já a possibilidade de um novo referendo, apelando à União para encontrar uma solução para o problema.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Eslovénia, que assume a presidência rotativa da União afirmou que, “seria arriscado dizer que vamos tentar reanimar o Tratado num momento em que fazemos face a um bloqueio, neste momento de verdade. A hora é agora de reflexão de análise e de escuta”.

O tema deverá dominar o conselho europeu de quinta e sexta-feira. O não irlandês ressucitou as críticas dos eurocépticos um pouco por toda a Europa ao método de referendo parlamentar posto em prática já em 18 países.

O presidente francês Nicolas Sarkozy viaja hoje à República Checa, a dias de assumir a presidência da União Europeia onde deverá discutir uma possível solução para o não irlandês.