Última hora

Última hora

Começou o julgamento do mercenário britânico Simon Mann

Em leitura:

Começou o julgamento do mercenário britânico Simon Mann

Tamanho do texto Aa Aa

Trinta e dois anos de prisão é quanto pede o Procurador-Geral da Guiné Equatorial para Simon Mann. O mercenário britânico acusado de conspirar numa tentativa de golpe de Estado em 2004, naquela ex-colónia espanhola.

O julgamento teve início esta terça feira em Malabo, sob fortes medidas de segurança. A confirmar-se a acusação, Mann arrisca a pena de morte. O caso que envolve o antigo membro das forças especiais britânicas parece retirado directamente do guião de um filme de espionagem.

Em Março de 2004, Mann foi detido no Aeroporto de Harare, onde esperava um grupo de homens que chegavam da África do Sul num avião carregado de armas e que o governo de Malabo acredita que seriam usadas no assassinato do Presidente Theodoro Obiang Ngema.

As autoridades locais suspeitam que por trás da autoria moral do golpe de estado estejam figuras como Mark Tatcher, filho da ex-primeira-ministra inglesa), e o governo espanhol então dirigido por José Maria Aznar.