Última hora

Última hora

Homossexuais casam-se na Califórnia com a benção do Supremo Tribunal

Em leitura:

Homossexuais casam-se na Califórnia com a benção do Supremo Tribunal

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro Sim do já chamado “Verão do Amor Californiano” foi proferido ontem por um casal de lésbicas em Beverly Hills. Diane Olson e Robin Tyler foram as primeiras noivas a beneficiarem da decisão do Supremo Tribunal estadual, que legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

A Califórnia torna-se o segundo estado norte-americano, depois do Massachussets, a permitir esta excepção a uma lei que, no resto do país, continua a proibir este tipo de uniões.

Quase ao mesmo tempo, em São Francisco, Phyllis Lyon e Del Martin davam o nó frente ao presidente da câmara da cidade, depois de uma relação de quase 50 anos.

O edil sublinhou durante a cerimónia a importância do Estado, “garantir o direito ao casamento a todos, sem proibir ninguém de viver a sua vida amorosa em plena liberdade”. Phillis e Del, como outros 4 mil casais homossexuais tinham visto o seu casamento anterior anulado por uma decisão de justiça em 2004.

A legalização permitida pelo Supremo poderá, no entanto, voltar a ser desafiada em Novembro por uma proposta de emenda da constituição, defendida por associações religiosas, que querem que o casamento seja definido como uma união entre um homem e uma mulher.