Última hora

Última hora

"Não" irlandês anima debate no Parlamento Europeu

Em leitura:

"Não" irlandês anima debate no Parlamento Europeu

Tamanho do texto Aa Aa

“Respeitem o ‘não’ irlandês” – foi com este ‘slogan’ que os eurocépticos britânicos, vestidos com ‘t-shirts’ verdes, manifestaram, no Parlamento Europeu, o apoio o povo irlandês. Nigel Farage foi ainda mais longe. O eurocéptico afirmou: “Senhor presidente, ninguém o disse mas vou dizê-lo: Bravo, irlandeses.”

Agitadores à parte, o Parlamento Europeu debateu, esta quarta-feira, as consequências do ‘não’ irlandês ao Tratado de Lisboa.

O líder da bancada socialista acusa o comissário irlandês, Charlie McCreevz, de ter contribuído para o desaire: “Este homem, que é o responsável do Mercado Interno na Comissão, apresenta-se perante os cidadãos e diz que não leu o Tratado de Lisboa! Não havia necessidade! Como é possível criar confiança com comportamentos deste tipo?!” Martin Schulz exige a instauração de uma acção disciplinar contra o McGreevy.

O presidente da Comissão não defendeu o comissário mas afirmou que encontrar bodes expiatórios não é a solução.