Última hora

Última hora

Países produtores e consumidores de petróleo juntos na Arábia Saudita

Em leitura:

Países produtores e consumidores de petróleo juntos na Arábia Saudita

Tamanho do texto Aa Aa

O papel da especulação na subida dos preços dos combustíveis deverá ser o tema quente da conferência que começa hoje, em Jeddah, na Arábia Saudita e que junta os países produtores e consumidores de petróleo.

Riade anunciou em comunicado que é preciso “melhorar a transparência e a regulação dos mercados petrolíferos”.

No topo dos países consumidores estão os Estados Unidos. O secretário de estado da Energia norte-americano declarou que a causa da crise não esta na especulaçâo, mas sim no facto “da oferta de petróleo não ser suficiente”.

A Arábia Saudita anunciou que vai aumentar a produção de petróleo em mais 200 mil barris por dia em Julho, num total de 9, 7 milhões.

O ministro dos assuntos petrolíferos sauditas afirma que o país pode aumentar a oferta se esta se tornar uma realidade. “Se os clientes pedirem mais, devemos vendê-lo porque são nossos clientes”, disse.

O país, que é o maior exportador de petróleo do mundo, coloca ainda a hipótese de aumentar a sua capacidade para além da meta dos 12 milhões e meio, até ao fim de 2008.

O preço do petróleo mais que duplicou no último ano, chegando ao preço recorde de 140 dólares por barril.

Em dezenas de países registaram-se inúmeras manifestações no sector dos transportes, da agricultura ou de simples consumidores afectados pela escalada dos preços do precioso liquído.