Última hora

Última hora

Reunião de produtores e consumidores de petróleo não deu frutos

Em leitura:

Reunião de produtores e consumidores de petróleo não deu frutos

Tamanho do texto Aa Aa

Produtores, consumidores e companhias petrolíferas foram incapazes de acordar medidas para fazer face aquele que alguns designam como o terceiro choque petrolífero.
O anfitrião, o rei da Arábia Saudita, tentou sem sucesso convencer os outros membros da Organização de Países Exportadores de Petróleo a seguirem o exemplo do seu país e aumentarem a produção.
“Há imensos factores por detrás da injustificada, rápida subida dos preços do petróleo: especuladores que manipulam o mercado em benefício próprio, maior consumo em inúmeras economias desenvolvidas e impostos adicionais sobre o petróleo em diversos países consumidores”, apontou o rei Abdullah.
O primeiro ministro britânico, Gordon Brown, prometeu abrir os mercados de energia do país a investidores estrangeiros. “Eu proponho que a Grã-Bretanha e outros países consumidores de petróleo abram os mercados a novos investimentos de produtores de petróleo, incluindo fundos de riqueza soberana, em todas as formas de energia, incluindo renováveis e nucleares, fornecendo aos produtores de petróleo um futuro de longo prazo em energias não petrolíferas”, disse.
O comunicado final da reunião que decorreu, domingo, em Jeddah sublinha apenas a importância de haver maior transparência nos mercados petrolíferos e mais investimento na produção e nas fontes de energia renováveis.