Última hora

Última hora

Espanha anuncia medidas para combater abrandamento económico

Em leitura:

Espanha anuncia medidas para combater abrandamento económico

Tamanho do texto Aa Aa

O abrandamento abrupto da economia espanhola está a preocupar o governo de Madrid que anunciou, esta segunda-feira, uma série de medidas para recuperar a economia do país.

Depois de reconhecer que a quinta maior economia da Europa vai ter o ritmo de crescimento mais lento da última década o primeiro-ministro espanhol,
Jose Luis Rodriguez Zapatero, sublinhou que “as dificuldades são sérias e começam a afectar directamente muitos cidadãos.”

Por esta razão anunciou que o executivo “vai reduzir de 30% a oferta pública de emprego para 2009. Os salários dos todos os altos funcionários vão ficar congelados, mas só nesta categoria porque assumi o compromisso de respeitar os acordos assinados com os sindicatos da administração relativamente aos funcionários públicos”, concluiu.

De acordo com as previsões da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), o crescimento económico espanhol vai passar de 3,8% em 2007 para 1,6% no final de 2008. Em 2009, não deverá ir além dos 1,1%. Quanto à inflação, esta deverá chegar aos 4,6% este ano, para cair para os 3% no próximo ano.

Zapatero mostrou-se no entanto optimista ao considerar que “a economia espanhola vai superar os problemas, uma vez que nunca enfrentou um abrandamento económico numa situação tão confortável”, numa referência clara ao excedente orçamental de que beneficia Espanha actualmente.

O chefe de governo disse acreditar que a recuperação económica vai acontecer já no segundo semestre de 2009.