Última hora

Última hora

Maior operação de sempre contra a imigração ilegal na Europa termina com 75 detidos

Em leitura:

Maior operação de sempre contra a imigração ilegal na Europa termina com 75 detidos

Tamanho do texto Aa Aa

Setenta e cinco pessoas detidas em 10 países europeus é o resultado de operação conjunta entre vários Estados-membros, contra uma rede de imigração clandestina de curdos iraquianos.

A denominada “Operação Bagdad”, foi o culminar de uma investigação iniciada em França há mais de dois anos e que envolveu 1300 agentes das várias forças policiais europeias.

A rede facilitava a entrada dos imigrantes de forma ilegal, no espaço da UE, a troco de quantidades que variavam entre os 10.000 e os 12.000 euros.

A legislação mais branda de alguns países foi usada pelo grupo para introduzir indivíduos oriundos do Iraque, china, Turquia, Afeganistão e Bangladesh, de forma mais frequente.

“Os países escandinavos são famosos pelas suas políticas liberais em relação aos fugitivos e isso foi um factor importante. É o caso do Reino Unido. Os traficantes ajustam os seus métodos às circunstâncias”, afirmou Eric Van Der Sypt, porta-voz do Procurador-Geral Federal holandês.

Um dos principais suspeitos da investigação foi detido em França e as autoridades acreditam que terá introduzido cerca de 280 pessoas num espaço de seis meses.

Esta foi a maior operação de sempre contra a imigração ilegal na Europa, e na qual Portugal não participou.