Última hora

Última hora

Governo alemão manda mais 1000 tropas para o Afeganistão

Em leitura:

Governo alemão manda mais 1000 tropas para o Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

O governo alemão pretende aumentar em mil homens o contingente militar no Afeganistão, actualmente composto por 3500. Uma medida confirmada pelo ministro da defesa germânico Franz Josef Jung, que pretende assim intensificar o apoio à reconstrução do Afeganistão e dar maior flexibilidade ao Bundeswehr, o exército alemão.

Contudo, e antes de ser aprovada, a proposta tem de ser submietida a votação no Bundestag. Nos últimos dias, duas províncias afegãs foram alvo de violência.

Em Paktika 55 talibãs foram mortos em consequência dos confrontos. Já em Herat cinco civis morreram e onze ficaram feridos após um atentado suicida.

Integrada na ISAF, uma força da NATO, as tropas alemãs têm sido alvo de criticas por parte dos seus parceiros, particularmente os Estados Unidos, que pretendem que os germânicos se desloquem para zonas mais perigosas, a sul do país, a fim de prestarem maior apoio no combate aos talibãs.

Apesar do eminente reforço, esta semana o general alemão da NATO Egon Ramms afirmou serem necessárias, com urgência, mais 6000 tropas no Afeganistão, sob pena do conflito se poder prolongar durante anos caso isso não venha a acontecer.