Última hora

Última hora

UE chega a acordo para proibir pesticidas cancerígenos mas lei prevê excepções

Em leitura:

UE chega a acordo para proibir pesticidas cancerígenos mas lei prevê excepções

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia chegou a acordo para proibir os pesticidas mais nocivos para a saúde humana mas o projecto-lei prevê algumas excepções. A Alemanha e o Reino Unido exigiram que nos casos em que nao haja alternativa, os produtores possam usar pesticidas cancerígenos, para evitar epidemias na produção de certos bens alimentares.

No final do encontro, o ministro da agricultura da Eslovénia – país que preside à União Europeia – afirmou que o acordo é “um sucesso porque permite pôr em prática medidas de protecção do ambiente e da saúde humana”.

Para a indústria química, as novas medidas podem levar à subida dos preços dos alimentos.

Cabe agora ao parlamento europeu pronunciar-se sobre o projecto-lei que prevê também a simplificação dos procedimentos de homologação de pesticidas.

O objectivo é criar três zonas de homologação na União Europeia, sul, centro e norte.

A título de exemplo, um produto homologado em Portugal será automaticamente admitido em Espanha.