Última hora

Última hora

Agressão a judeu em Paris pode ter sido consequência de rivalidades entre bandos de jovens

Em leitura:

Agressão a judeu em Paris pode ter sido consequência de rivalidades entre bandos de jovens

Tamanho do texto Aa Aa

Afinal, a história do jovem judeu agredido no décimo nono bairro de Paris é um pouco diferente do que se pensou.

No sábado passado, um jovem de 17 anos foi agredido quando se dirigia para sinagoga. Rudy, a vítima em questão, usava um kipah na cabeça como este outro adolescente.

A presidência da república e a associações judias garantiram de imediato tratar-se de um acto anti-semita. Mas segundo as últimas informações da polícia, não foi um caso isolado, trata-se de um problema que envolve dois bandos de jovens, um judeu o outro negro. Mesmo assim, diz o porta-voz da ministra do Interior, este é considerado um acto anti-semita.

O caso assumiu uma forte mediatização em França no mesmo fim-de-semana em que Nicolas Sarkozy estava em visita de Estado a Israel.

O responsável pela associação judia de estudantes diz que é normal que os amigos de Rudy sejam solidários e que queiram reclamar junto da justiça.

No mesmo dia, há registo de quatro casos de tumultos entre um grupo de jovens judeu e outro negro, todos do mesmo bairro.

Um residente explica que há comunidades mais privilegiadas que outras mas que niguém pode falar…

Os autores directos da agressão estão em fuga. A polícia deteve cinco jovens negros que deverão ser acusados de actos de violência em grupo noutros casos suspeitos.

Rudy, o jovem agredido, já saíu de coma, mas ainda não pode ser ouvido pelas autoridades.