Última hora

Última hora

Bill Gates reforma-se para dedicar-se à caridade

Em leitura:

Bill Gates reforma-se para dedicar-se à caridade

Tamanho do texto Aa Aa

O fim de uma era, Bill Gates deixou a Microsoft hoje ao final do dia. O homem que nos últimos 30 anos mudou a forma como interagimos no mundo, reforma-se do software para se dedicar à caridade.

O nome William Henry Gates III vai para sempre ficar ligado à democratização tecnológica do final do século XX e início do XXI.

Com a Microsoft, a empresa que fundou quando poucos sabiam o que significava a palavra software, Gates e Paul Allen protagonizaram uma revolução: “Penso que Bill Gates ganhará ainda mais importância com o tempo. Ele teve um impacto tremendo, não só na tecnologia, mas nas nossas vidas. Se pensarmos na forma como vivíamos no final dos anos 70, início dos anos 80 e em como agora estamos constantemente em frente de um computador, escrevendo num teclado.. em como estamos permanentemente rodeados de tecnologia… muito do que temos tem a ver com a visão que ele teve no passado”, explicou um analista.

O futuro da Microsoft fica agora nas mãos de Steve Ballmer, que é já há 8 anos o Director Geral da empresa que nasceu numa garagem de Seattle, nos Estados Unidos.

Quanto a Bill Gates, vai gozar um raro período de inactividade, em que planeia umas férias na China para assistir aos Jogos Olímpicos de Pequim, antes de se empenhar a si, a sua mulher e a fortuna pessoal avaliada em 59 mil milhões de dólares, na Fundação Bill e Melissa Gates dedicada a ajudar os mais pobres.