Última hora

Última hora

Ségolène Royal de novo em campanha... para a presidência dos socialistas

Em leitura:

Ségolène Royal de novo em campanha... para a presidência dos socialistas

Tamanho do texto Aa Aa

A ex-candidata presidencial, Ségolene Royal regressa à batalha política, em França, para entrar na corrida à liderança do partido socialista. Derrotada há um ano nas urnas, depois de uma campanha sob o lema da ousadia, a candidata fala agora de esperança para tentar ganhar o apoio do partido no congresso de Novembro.

Para uma militante, “Royal é a melhor, e não estaria hoje aqui se não tivesse conseguido reunir tanto apoio durante as presidenciais”. Outro afirma que, “Ségolene é o nosso Sarkozy, o único bulldozer que pode enviar os notáveis do partido para a reforma”.

Com a presidência do partido, a candidata espera poder obter a desforra face ao actual presidente, nas presidenciais de 2010, como afirmou hoje no seu discurso: “Precisamos que a esquerda diga basta ao controlo do clã Sarkozy sobre a França e que volte a encontrar uma união para fazer progredir o país, é este o compromisso que assumo hoje”.

Mas o debate ideológico no seio dos socialistas franceses e os apelos a uma refundação do partido, começam a abalar o carisma de Ségolene. Bertrand Delanoe, reeleito presidente da câmara de Paris, é visto como um sério opositor, contando com o apoio da ala liberal do partido.

Mais à esquerda, Martine Aubry, antiga ministra e autora da lei das 35 horas de trabalho, é igualmente uma candidata de peso, depois de ter sido reeleita presidente da câmara de Lille nas últimas municipais.