Última hora

Última hora

Bjork levanta a voz contra a construção de duas fundições na Islândia

Em leitura:

Bjork levanta a voz contra a construção de duas fundições na Islândia

Tamanho do texto Aa Aa

A cantora islandesa Bjork transformou em música, o protesto contra a construção de duas fundições no país.

Foi frente a 30 mil pessoas, um décimo da populaçâo islandesa, que a cantora participou numa manifestação-concerto em Reikjavik, convocado por varias organizações ecologistas.

Interrogada sobre o apoio ao protesto, a cantora afirma:

“Era óptimo que as duas fundições não fossem construídas, mas o mais importante é que as pessoas possam dizer o que pensam. Não cabe apenas a um grupo de políticos tomarem esta decisão, as pessoas têm de sentir que também têm algo a dizer. De certa forma este concerto serve para despertar essa consciência cívica”.

O protesto dirige-se contra a empresa norte-americana ALCOA, que estuda a possibilidade de construir duas fundições de alumínio no país, alimentadas a energia geotérmica.

Depois da construção massiva de barragens que inundam milhares de hectares de zonas naturais, os ecologistas temem que os novos projectos industriais esgotem as fontes de energia geotérmica.

Uma causa pela qual a principal embaixadora do país, não hesita em levantar a voz.