Última hora

Última hora

China tenta abafar manifestações

Em leitura:

China tenta abafar manifestações

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades chinesas procuram evitar que a fúria da multidão no sudoeste do país se alastre a outras regiões.

As manifestações começaram, no sábado, depois da polícia ter, alegadamente, tentado ocultar informações sobre a morte de uma jovem.

A adolescente de 15 anos terá sido violada e assassinada por um membro de uma família abastada da região. Mas as autoridades justificaram a morte como sucídio.

O caso provocou uma onda de revolta dos habitantes, que destruiram parte dos edifícios públicos na província de Guizhou.

Com os Jogos Olímpicos à porta, Pequim teme que os tumultos do fim de semana possam afectar a imagem do país e procura, a todo o custo, contê-los.

É nesse sentido, que aponta a campanha nacional lançada pelo governo e que obriga as autoridades locais a impedirem manifestações e a dissuadirem movimentos de pressão organizados por cidadão descontentes.