Última hora

Última hora

Israel troca prisioneiros libaneses pelos corpos de dois soldados

Em leitura:

Israel troca prisioneiros libaneses pelos corpos de dois soldados

Tamanho do texto Aa Aa

Daqui a duas semanas deverá estar concluído o processo de troca de prisioneiros entre Israel e o Hezbollah.

Um passo histórico anunciado pelo chefe de governo hebreu, Ehud Olmert.

Os soldados israelitas Eldad Regev e Ehud Goldwasser, raptados em Julho de 2006, na última guerra do Líbano, estão mortos. De acordo com as autoridades hebraicas, Israel vai libertar cinco libaneses, entre eles Samir Qantar, em troca dos dois corpos.

O porta voz do executivo israelita admite ter havido conversas indirectas com o Hezbollah, uma organização terrorista que, garante, manipulou os sentimentos dos familiares dos militares, que até agora tinham esperança que estivessem vivos.

Qantar cumpria uma pena de prisão perpétua desde 1979, altura em que de acordo com testemunhas, matou um soldado israelita desarmado e de seguida a filha do militar, que terá assitido à morte do pai. Qantar nunca admitiu ter assassinado a criança.

Israel prometeu ainda libertar prisioneiros palestininanos.

Um residente em Beirute diz que os Israel destruíu o país por causa dos dois soldados e admite que o Líbano jamais teria conseguido a libertação dos prisioneiros se não tivesse detido militares israelitas

Sobre o sargento Gilad Shalit, o terceiro soldado israelita capturado pelo Hezbollah, nem uma palavra. O militar fez chegar cartas e uma declaração audio aos seus pais há pouco tempo, as autoridades claculam por isso que esteja vivo.