Última hora

Última hora

Confrontos na Mongólia

Em leitura:

Confrontos na Mongólia

Tamanho do texto Aa Aa

Os apoiantes do partido Democrático Mongol envolveram-se em confrontos com a polícia depois do antigo partido comunista ter reclamado vitória nas legislativas de domingo.

Cerca de 3000 manifestantes atacaram com pedras a sede do Partido Popular Revolucionário e nem mesmo o forte contigente policial impediu a entrada no edifício.

Durante os confrontos várias pessoas ficaram feridas.

Na sede do PPRM, o chefe de governo apelou à calma, mas a revolta dos manifestantes apenas terminou com a destruição de tudo o que encontraram pela frente.

A oposição fala de irregularidades no decurso do escrutínio. Acusações, entretanto, desmentidas pelos observadores internacionais no terreno.

Ontem, a formação liderada pelo primeiro ministro, Sanjagiin Bayar, anunciou ter obtido 44 dos 76 assentos do Parlamento. Uma maioria que a confirmar-se permite pôr fim à paralisia política que dura há quatro anos

Os resultados oficiais deverão ser, hoje, divulgados pela Comissão Eleitoral.