Última hora

Última hora

Ciganos têm menos 15 anos de esperança de vida que o resto dos europeus

Em leitura:

Ciganos têm menos 15 anos de esperança de vida que o resto dos europeus

Tamanho do texto Aa Aa

A Agenda Social Europeia Renovada, apresentada esta quarta-feira, em Bruxelas, não esquece a discriminação face aos ciganos. Sobretudo, depois das tensões vividas, nas últimas semanas, em Itália, com o governo a quer realizar um recenseamento nos acampamentos ciganos, inserindo a medida no quadro da luta contra a criminalidade.

Em muitos países, as estatísticas raciais são proibidas pelo que é difícil ter um retrato preciso da situação dos ciganos – também chamados roms. No entanto, um relatório agora publicado por Bruxelas, dá conta de que esta população, estimada em vários milhões de pessoas, tem elevadas taxas de desemprego, uma esperança de vida inferior em dez ou quinze anos à média europeia e vive em situação de grande pobreza.

A Agenda Social propõe um aumento das verbas para lutar contra a discriminação dos ciganos, mas o relatório dá conta de que o arsenal legislativo e financeiro da União é apropriado. Entre 2000 e 2006, 275 milhões de euros do Fundo Social Europeu foram usados em projectos que visam a integração cigana, que vão de acções específicas de formação profissional a projectos de integração no mercado de trabalho.